Cartaz da conferência
14 de Outubro de 2019
Segunda-feira, 9.30-18.00
São Luiz Teatro Municipal, Lisboa

Gravação
Parte 1 – Álvaro Laborinho Lúcio
vídeo ou podcast
Parte 2 – Painel
vídeo ou podcast
Parte 3 – Corinna Gardner
vídeo ou podcast
Parte 4 – Mesa longa
vídeo ou podcast

Nos últimos dois anos, a Acesso Cultura promoveu uma série de debates e seminários que permitiram reflectir sobre a nossa vida em sociedade e o contributo que os profissionais da cultura e as organizações culturais podem ou devem ter nesta construção comum.

Com a ideia da neutralidade a ser intensamente questionada, com o activismo cultural a marcar presença em diferentes espaços e contextos (por iniciativa interna ou externa), a Acesso Cultura convida para mais um momento de reflexão, sobre o papel político das organizações culturais e dos que nelas ou com elas trabalham.

O que é ser político? Cabe a uma organização cultural fazer política? Como evitar a armadilha do oportunismo? Como lidar com a censura? E com a auto-censura? O que é que a sociedade espera de nós? Estaremos à altura do desafio?

Na esperança de poder ouvir vozes múltiplas e diversas, de ter um debate intenso e desafiador, desenhámos uma conferência que será composta por dois discursos, um painel e uma mesa longa.

Organização: Hugo Sousa e Maria Vlachou
Em colaboração com: Alesa Herero e Alice Azevedo

Preçário
Normal: €30
Estudante | Desempregado: €25
Associados da Acesso Cultura: €20

Programa
Notas biográficas
Sugestões de leitura


Com o apoio de
Logos Teatro São Luiz e EGEAC