Conferência anual: inscrições abertas

Cartaz da conferência

Em 2006, o GAM – Grupo para a Acessibilidade nos Museus (e antecessor da Acesso Cultura) abordou pela primeira vez em Portugal a acessibilidade da comunicação, com a realização do seminário Sabe escrever para todos? A acessibilidade da comunicação escrita nos museus. Dez anos depois, a Acesso Cultura propõe reflectir novamente sobre as questões da acessibilidade da comunicação, desta vez não só sobre a acessibilidade da linguagem, mas também sobre a relevância dos conteúdos e sobre o conceito da “relevância” em si. As inscrições estão abertas. Mais informações

Publicação online “Participação: Partilhando a Responsabilidade”

Capa da publicação "Participação: partilhando a responsabilidade"

Participação: Partilhando a Responsabilidade resulta da conferência “Meu, Teu, Nosso: modelos de projectos participativos”, realizada no Museu do Oriente a 12 de Outubro de 2015. Reúne os textos das comunicações apresentadas na conferência, mas também textos de outros profissionais do sector cultural que lidam com as questões da participação, e ainda duas entrevistas com os responsáveis dos projectos Our MuseumRoadside Theater. A coordenação desta publicação é da responsabilidade de Ana Carvalho.

Sessões descontraídas em Portugal

Símbolo Sessões Descontraidas

As sessões descontraídas são sessões de teatro, dança, cinema ou outro tipo de oferta cultural que decorrem numa atmosfera mais descontraída e acolhedora e com regras mais tolerantes no que diz respeito ao movimento e ao barulho na plateia. Destinam-se a todos os indivíduos e famílias que preferem ou beneficiam de um ambiente mais descontraído num espaço cultural, reduzindo os níveis de ansiedade e tornando a experiência mais agradável (por exemplo, pais com crianças pequenas, pessoas com défice de atenção, pessoas com deficiência intelectual, pessoas com condições do espectro autista, pessoas com deficiências sensoriais, sociais ou de comunicação).

A Acesso Cultura recebeu um apoio da Fundação Millennium BCP para poder iniciar este projecto em Portugal. A primeira sessão descontraída foi realizada no São Luiz Teatro Municipal no dia 17 de Abril. Mais informações

Dois mil e quinze

Imagem com as palavras Dois Mil e Quinze

Dois mil e quinze; por extenso. Como extenso e intenso foi para a Acesso Cultura o ano que está a acabar.

Dois anos e meio depois da criação desta associação – que promove o acesso físico, social e intelectual, aos espaços culturais e à oferta cultural -, contamos com cento e um associados activos, dez dos quais são institucionais. Contamos com o trabalho voluntário e “pro bono” de associados e não associados. Contamos com o apoio de diversas entidades, públicas e privadas, graças ao qual temos a possibilidade de realizar os nossos cursos, debates e conferência anual. Continuar a ler

Reunião com a DGPC

Palácio da Ajuda

No seguimento dos pedidos de esclarecimentos enviados pela  Acesso Cultura à Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC), teve lugar na passada sexta-feira, no Palácio da Ajuda, uma reunião da Acesso Cultura com o novo Subdirector Geral, Samuel Rego, e com Manuel Oleiro, Director do Departamento de Museus, Conservação e Credenciação.

Nesta reunião, representaram a Acesso Cultura Fernando Pêra, Inês Fialho Brandão e Maria Vlachou, e foram abordadas questões precisas relacionadas com os seguintes despachos: Continuar a ler

Final de 2014

Final de 2014

O ano de 2014 foi um ano de crescimento e de consolidação para a Acesso Cultura.

A nossa associação conta neste momento com 62 associados, 6 dos quais institucionais. Os nossos cursos tiveram novas edições em Lisboa e foram todos realizados pela primeira vez no Porto. Os nossos debates mensais foram um espaço para discutir temas da actualidade e outros mais permanentes; Porto juntou-se a Lisboa em Junho e o Algarve veio mesmo no final deste ano, em Dezembro. A Semana Acesso Cultura, realizada em Junho, marcou não apenas o nosso 1º aniversário, mas também um espaço que anualmente servirá para reflectir os progressos na área das acessibilidades e também o que falta fazer. A primeira edição do Prémio Acesso Cultura reuniu 34 candidaturas e deu-nos a oportunidade de conhecermos o trabalho muito diverso que se desenvolve por várias entidades em todo o país. Continuar a ler

Pós-conferência

As palavras mais usadas na avaliação da conferência pelos participantes

Foram cerca de 70 os profissionais que participaram na nossa conferência anual, “Arquitectura: a abrir ou a fechar portas?”, realizada no passado dia 13 de Outubro no Museu do Banco de Portugal.

Na sua avaliação, a maioria dos participantes manifestou-se muito satisfeita com a qualidade dos oradores, com a diversidade dos temas abordados e dos projectos apresentados. À pergunta “Qual a coisa mais importante que leva consigo?”, a maioria referiu que foi o conhecimento e uma melhor noção do que é acessibilidade. Houve pessoas que acrescentaram: “A acessibilidade é um compromisso” ou “A acessibilidade é também uma oportunidade de negócio“. Continuar a ler