Imagem de debate em Vila Nova de Famalicão

A Acesso Cultura organiza debates abertos aos profissionais do sector cultural e a todas as pessoas interessadas para podermos reflectir em conjunto sobre questões ligadas à acessibilidade – física, social e intelectual – que têm um impacto no nosso trabalho e na nossa relação com pessoas com variados perfis. Os resumos dos debates encontram-se disponíveis para consulta no final da página. Os debates têm início às 18h30 e a entrada é livre (sujeita à lotação das salas).

Os debates acontecem em Fevereiro, Abril, Junho e Novembro em 11 cidades diferentes, simultaneamente: Aveiro, Castelo Branco, Covilhã, Évora, Faro, Funchal, Lisboa, Ponta Delgada, Porto, Torres Novas, Vila Nova de Famalicão. Em 2022, tentaremos regressar ao formato presencial. Se a pandemia não o permitir, serão realizados online. As datas dos debates em 2022 serão: 15 de Fevereiro, 19 de Abril, 21 de Junho e 15 de Novembro.

Para além destes quatro debates presenciais, a Acesso Cultura, sempre que necessário ou oportuno, organiza outros, sobre temáticas consideradas urgentes ou pertinentes. Nestes, integra-se o ciclo “The activist museum: going deeper”.

Próximo debate

Os nossos valores: nem tidos nem achados?

15 de Fevereiro, 18h30-20h
Entrada livre
Aveiro, Castelo Branco, Covilhã, Évora, Faro, Funchal, Lisboa, Ponta Delgada, Porto, Torres Novas, Vila Nova de Famalicão
Ver em baixo locais e convidados.

Em Maio de 2021, a Acesso Cultura organizou um seminário com o Happy Museum Project | Common Cause Foundation, intitulado “Valores para comunidades mais fortes”. Um dos primeiros exercícios foi cada formando escolher de uma extensa lista os três valores que lhe eram mais importantes. De seguida, foram convidados a pensar nos seus locais de trabalho e até que ponto os seus valores eram reconhecidos e respeitados no exercício das suas funções. O facto de apenas um formando ter respondido afirmativamente tornou evidente a grande distância que muitas vezes existe entre quem somos como indivíduos e quem somos no nosso contexto profissional (ou o que nos é permitido sermos). Tornou-se igualmente evidente que, existindo uma maior exigência da parte da sociedade e também dos profissionais da cultura em relação à conduta ética das organizações culturais, é muito necessário estas últimas reflectirem sobre os seus valores e comunicarem-nos publicamente.

Quais os valores de cada organização cultural? Porque é que devem ser definidos e assumidos? De que forma se expressam? E, sobretudo, de que forma as organizações culturais identificam, cultivam e transmitem valores importantes para as comunidades em que se inserem? Consulte os valores da Acesso Cultura.

A este debate está associado um pequeno ciclo de seminários entre Março e Maio 2022, que será realizado online e conduzido em inglês:
Jackie Wylie, Directora Artística do National Theatre of Scotland
Kaja Sirok, Historian and President of ICOM Slovenia
Penelope Douglas, Chief of Strategy at Yerba Buena Center for the Arts
Mais informações e inscrições

Aveiro

Detalhes a anunciar em breve

Castelo Branco, Fábrica da Criatividade

Detalhes a anunciar em breve

Covilhã – Casa dos Magistrados / Galeria Prof. António Lopes

Convidados: Eduardo Cavaco – Presidente e Diretor Artístico da Banda da Covilhã; Francisco Afonso, Presidente New Hand Lab; Francisco Mota, Presidente da Direção do Oriental de São Martinho
Moderação: Ana Rita Carrilho – Docente e Presidente do Departamento de Letras da Universidade da Beira Interior

Évora – Direcção Regional de Cultura do Alentejo, Casa Nobre de Burgos

Deolinda Tavares, Directora do Museu Rainha D. Leonor; Maria de Jesus Monge, Presidente de Direcção do ICOM PT; Marta Guerreiro, Presidente de Direcção da Associação PéDeXumbo; Sandra Leandro, Directora do Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo
Moderação: Ana Carvalho, Investigadora no CIDEHUS/Univ. Évora

Faro

Detalhes a anunciar em breve.

Funchal – Museu A Cidade do Açúcar

Ana Nóbrega, Museu da Baleia; Carla Gouveia, Museu A Cidade do Açúcar; Rui Camacho, Associação Musical e Cultural Xarabanda; Filipe Bettencourt, Museu de Photografia – Vicentes
Moderação: Celina Pereira, Responsável pelo programa Ponto C

Lisboa – Museu Bordalo Pinheiro

Margarida Sampayo, Mediadora Cultural; Pedro Mascarenhas, Companhia Nacional de Bailado; Susana Menezes, LU.CA-Teatro Luís de Camões
Moderação: Maria Vlachou, Acesso Cultura
Nota: se precisa de intérprete de Língua Gestual Portuguesa, por favor entre em contacto: geral@acessocultura.org

Ponta Delgada

Deatalhes a anunciar em breve

Porto – Café Rivoli

Francisca Carneiro, Directora Geral da Unidade Orgânica da Cultura da Ágora; José Maia, Artista e Curador; Vânia Rodrigues, Gestora Cultural e Investigadora
Moderador: João Arezes, Assessor de Imprensa e Divulgador Cultural
Interpretação em Língua Gestual Portuguesa: Cláudia Braga

Torres Novas

Detalhes a anunciar em breve

Vila Nova de Famalicão – Museu Bernardino Machado

Convidados: Francisco Melo, Director da Associação Teatro Construção; Isabel Areais, Directora da Nova Acrópole Famalicão; Juliana Moura, Directora do Instituto Nacional de Artes Circenses (INAC)
Moderação: Marta Correia, Gestora de Projetos da Fundação Castro Alves


Debates realizados
2013-2022

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s