Cartaz do debate

Hoje às 21h30 iremos conversar com Ana Isabel Bragança e Ricardo Baptista (ondamarela), Hugo Cruz (criador e programador cultural), Madalena Victorino e Giacomo Scalisi (directores artísticos do Lavrar o Mar), Márcio Laranjeira (Lovers&Lollypops) e Vera Mantero (bailarina e coreógrafa, O Rumo do Fumo). Através deste link de acesso poderão entrar na sala de conversação.

Partindo do pressuposto que a Cultura é um bem essencial, de que forma é encarada pelos profissionais do sector e pelas tutelas? Qual a linguagem que usam para se posicionarem em relação a este facto? Como se sentem enquadrados nas lógicas económicas e sociais do país? Um bem essencial necessita de “apoios” ou de investimento? Um bem essencial é servido por profissionais que recebem honorários ou por aficionados que recebem caridade? O apoio/investimento visa sustentar os profissionais do sector ou garantir o direito de acesso de todos os cidadãos à fruição e criação cultural?

Mais informações sobre os dois debates de Junho.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s