Cartaz do curso

Vila Nova de Famalicão, Museu da Guerra Colonial
2 de Junho, 9h30-12h30 e 14h-16h
Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian
3 de Junho, 9h30-12h30 e 14h-16h

A maioria de nós preocupa-se profundamente com as outras pessoas e com o mundo ao nosso redor, valorizando a igualdade, a comunidade e a amizade. Esta é uma verdade simples, mas poderosa e, normalmente, subvalorizada. Isto porque, ao mesmo tempo, a maioria de nós subestima o ponto até o qual os nossos co-cidadãos se preocupam com estas mesmas coisas. Esta percepção errada cria impedimentos, individual e colectivamente.

Estamos a atravessar um período de intensa polarização da sociedade em vários países e, por isso, convém lembrar que as organizações culturais estão entre os poucos lugares onde os valores de compaixão, ligação e comunidade podem ser expressos e fortalecidos. Como podemos transmitir e cultivar os valores que são importantes para as pessoas e criar oportunidades para elas expressarem, partilharem e experimentarem esses valores com outras pessoas?

O Happy Museum realizou duas oficinas investigando a psicologia e a neurociência por trás das divisões sociais e o papel especial das organizações culturais na construção de empatia e de um sentimento de comunidade. Neste workshop, aprenderemos a partir de um projecto realizado ao longo de um ano entre o Manchester Museum e a Common Cause Foundation, que desenvolveu novas abordagens para criar valores “compassivos” na interacção com o público, voluntários e funcionários; e que encontrou novas maneiras de permitir aos membros do público explorarem os valores uns dos outros. Estas aprendizagens permitem reflectir e criar oportunidades adaptadas às necessidades de outras organizações culturais e das suas comunidades.

Público-alvo
Profissionais da cultura
Requisito: bom domínio da língua inglesa

Valor de inscrição
Normal: €30
Estudantes/desempregados: €25
Associado Acesso Cultura: €20

Ficha de inscrição


Notas biográficas

Hilary Jennings é directora do Happy Museum Project. Trabalha como consultora no sector cultural do Reino Unido, incluindo vários anos como Associada do Cultural Leadership Programme consultoria da agência governamental Creative and Cultural Skills.

Tom Crompton (Intervenção à distância) é director da Common Cause Foundation. Trabalhou durante quase uma década valores e mudanças sociais com algumas das instituições de caridade mais conhecidas do Reino Unido – como a Oxfam e a WWF. Foi consultor dos governos da Inglaterra, Escócia e País de Gales sobre valores culturais e colaborou com alguns dos principais académicos do mundo que trabalham nessa área.