20221213_the activist museum_event

13 de Dezembro, terça-feira, das 19h às 20h (hora de Lisboa)
Online, no Zoom
A participação é gratuita. 

Recentemente, lemos a notícia da criação do Museu Virtual da Guerra Civil Espanhola. O seu fundador, Antonio Cazorla-Sanchez, disse ao jornal The Guardian que “embora haja uma enorme e excelente pesquisa histórica e materiais sobre a guerra, não foram devidamente partilhados com o público em geral. Velhas inimizades, décadas de silêncio e abordagens superficiais para ensinar crianças em idade escolar sobre a guerra e as suas consequências resultaram em atitudes partidárias, análises binárias e distorções políticas que continuam até hoje.”

Parece que valorizamos tanto a memória, mas Espanha teve um “pacto de esquecimento” (tão intensamente retratado no documentário “O silêncio dos outros”, produzido por Pedro Almodóvar). O que trouxe esse consenso e como isso afetou a sociedade espanhola? O que está a acontecer na Grécia, outro país europeu que passou por uma guerra civil, na década de 1940? Como (e porquê) países e nações lidam com passados ​​recentes e traumáticos que ainda os dividem e polarizam? Qual é o papel de académicos, professores e profissionais de museus em lidar com esses passados? Temos permissão para esquecer?

Convidámos Antonio Cazorla-Sanchez, fundador e co-director do Museu Virtual da Guerra Civil Espanhola; Fenia Lekka, investigadora em história e directora do Museu da Cidade de Karditsa; e Vassiliki Sakka, professora de história, para uma conversa sobre essas e outras questões relacionadas com o passado traumático de seus países. A conversa será conduzida em inglês.

Ficha de inscrição

Bionotas

Antonio Cazorla-Sanchez é Professor de História no Departamento de História da Universidade de Trent (Canadá). É autor de dez livros e dezenas de capítulos em livros e artigos, principalmente em espanhol e inglês. Ministra cursos de pós-graduação em Violência Política e Memória Histórica em museus e cursos de graduação em História Europeia, Fascismo e a Guerra Civil Espanhola. É colaborador frequente de vários jornais internacionais e séries de TV sobre estes assuntos. Em 2020, recebeu o Prémio de Investigador Distinto da Trent University. É fundador e co-director do Museu Virtual da Guerra Civil Espanhola (2022).

Fenia Lekka é profissional de museus e investigadora em História. Estudou Arqueologia na Universidade de Ioánnina (Grécia, 1992) e Museologia na Hochschule für Technik, Wirtschaft und Kultur Leipzig (Alemanha, 1997). A sua tese de doutoramento (Departamento de História-Arqueologia-Antropologia Social, Universidade daeTessália, Faculdade de História, Grécia 2016) centra-se na história económica e social, micro-história e cultura material. É directora científica do Museu da Cidade do Município de Karditsa (2003), bem como da Rede de Museus Históricos e Etnográficos da prefeitura de Karditsa (2009). Lecionou Documentação em Museus, Práticas de Exposições em Museus, Museologia e Gestão Cultural (Educação em Museus, Universidade da Tessália, Escola de Artes Plásticas, Universidade de Ioannina, DCCM+I Universidade da Tessália). Actualmente, leciona no Departamento de Cultura, Media e Indústrias Criativas da Universidade da Tessália.

Vassiliki Sakka estudou História e Arqueologia (Universidade de Atenas-E.K.P.A.). É mestre em Didática da História e Doutora em História e Educação de Adultos (Universidade do Peloponeso, Departamento de Políticas Sociais e Educacionais). Trabalhou como professora de história e línguas no ensino secundário e como formadora de professores e consultora escolar. Trabalhou também como especialista, produzindo Currículos de História para o ensino médio (2011, 2018) e material didático, além de professora na Hellenic Open University (Programa de Mestrado: História Pública). Áreas de interesse: pesquisa educacional (atitudes e crenças de professores de história, formação de professores de história), história oral, alfabetização visual, educação do holocausto, história pública. Foi membro do conselho directivo e presidente da Euroclio – European Association of History Educators (2006-2012). Actualmente, é membro do Europeana Association Council e presidente da Association for History Education in Greece (http://www.aheg.gr). E-mail: vassilikisakka@gmail.com