AC ecards 2021 14set 2

Vejam a gravação da conversa

No seu livro Museums as agents of social change, Mike Murawski apresenta o potencial dos museus para serem “espaços transformadores de ligação humana, cuidar, escuta e aprendizagem profunda”. Ao analisar conceitos como comunidade, neutralidade, justiça ou liderança, desafia-nos a pensar: “E se o amor, acima de tudo, fosse o valor essencial que orientaria a mudança radical necessária nos museus hoje?”.

No livro, Mike refere-se a um artigo de Emily Pringle de 2014, Art Practice, Learning and Love: Collaboration in Challenging Times. Emily é actualmente Directora de Investigação da Tate e no artigo escreve sobre um processo realizado pela Tate Learning a fim de desvendar as motivações da equipa e o que os seus membros viam como justificação para as suas práticas: “(…) um momento inovador veio quando reconhecemos que para nós, o valor fundamental subjacente ao que fazemos é o ‘amor’. ”

Junte-se a nós para uma conversa com Mike e Emily no dia 14 de Setembro às 18h30, Horário de Verão da Europa Ocidental (Lisboa/Londres) | 10h30 Horário de Verão do Pacífico (Los Angeles).

Veja os debates anteriores:
1. Richard Sandell e Cristina Lleras (5.5.2021)
2. Elaine Heumann Gurian (1.7.2021)

Bionotas

Emily Pringle formou-se como pintora e trabalhou durante vários anos como artista, educadora, programadora, investigadora e escritora. Juntou-se à equipa da Tate como Directora de Práticas de Aprendizagem e Pesquisa em 2010, com a responsabilidade de desenvolver pesquisas baseadas na prática inclusiva em todo o departamento de Aprendizagem. Em 2018, afastou-se da Tate por um ano para realizar uma formação do Arts and Hunamities Research Council em liderança e para investigar e escrever sobre investigação no museu de arte. A publicação que surgiu – Rethinking Research in the Art Museum (Routledge, 2019) – questiona como a investigação pode ajudar os museus a posicionarem-se como locais de co-produção equitativa de conhecimento. Em 2019, Emily foi nomeada Directora de Investigação da Tate.

Mike Murawski é consultor independente, educador e autor de Museums as Agents of Change: A Guide to Becoming a Changemaker (2021). Mike é o co-produtor de Museums Are Not Neutral, uma campanha global que pede uma transformação nos museus baseada na equidade. É editor fundador do ArtMuseumTeaching.com. Em 2016, co-fundou a Super Nature Adventures LLC, um projecto de educação e design que visa expandir a aprendizagem ao ar livre e em espaços públicos. Com mais de 20 anos de experiência em educação e museus, Mike traz para o seu trabalho valores pessoais essenciais de escuta profunda, cuidar coletivo e prática de cura. Quando não escreve, desenha ou pensa em museus, encontra-se nas florestas e montanhas do noroeste do Pacífico.