Prémios Acesso Cultura 2016

Vencedores do Prémio Acesso Cultura 2016

Foram entregues no dia 17 de Junho os Prémios Acesso Cultura 2016, numa cerimónia realizada no Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado.

Através destes prémios, a Acesso Cultura pretende distinguir, divulgar e promover entidades (privadas, públicas, cooperativas, associações e outras) e projectos que se diferenciam pelo desenvolvimento de políticas exemplares e de boas práticas na promoção da melhoria das condições de acesso – nomeadamente físico, social e intelectual – aos espaços culturais e à oferta cultural, em Portugal. Pretende ainda criar exigência junto dos públicos, com vista à melhoria da acessibilidade, assumida como um todo.

O júri – composto por Ana Garcia (especialista em Turismo Acessível e membro da Direcção da ENAT – European Network of Accessible Tourism e sua representante em Portugal), Graça Santa-Bárbara (museóloga, responsável pela Comunicação do Museu Nacional dos Coches e associada da Acesso Cultura) e Marta Silva (bailarina e directora do Largo Residências) – avaliou 38 candidaturas e atribuiu os seguintes prémios e menções honrosas:

Prémio Acessibilidade Integrada (física, social, intelectual)
Parque Biológico da Serra da Lousã

Prémio Acessibilidade Física
Grupo Dançando com a Diferença

Prémio Acessibilidade Social (ex-aequo)
Comédias do Minho
Sociedade Artística de Pousos

Menções honrosas

  • D´Orfeu Associação Cultural, Projecto opÁ! – Orquestra de Percussão de Águeda
  • Fundação Serralves e Associação Laredo, Projecto Serralves em Língua Gestual Portuguesa
  • Há Festa no Campo / Aldeias Artísticas
  • Museu de Leiria
  • Orquestra de Câmara Portuguesa, Projecto Notas de Contacto / OCP Solidária
  • Parques de Sintra Monte de Lua, Projecto Aplicação Talking Heritage 3.0

Seguem-se as considerações do júri em relação aos premiados:

Prémio Acesso Cultura – Acessibilidade integrada (física, social, intelectual)
Parque Biologico Serra da Lousã

Um projecto de uma abrangência tal, em termos de acessibilidade, que se diferencia pelas boas praticas evidenciadas na promoção consistente e sustentável do acesso à cultura. Apresenta práticas de excelência de integração e de acessibilidade social. Trata-se de um parque temático, inovador que associa a biofilia, o património natural e cultural da região, o turismo, a inclusão laboral de pessoas com deficiência, doença mental e desempregados de longa duração. Este projecto integra um Museu Vivo de Artes e Ofícios Tradicionais, um Museu de Tanoaria, um Ecomuseu, um Parque de Vida Selvagem, uma Quinta Pedagógica com Centro Hípico, um Labirinto de Árvores de Fruto, um Espaço da Mente, um Reptilário e um Hotel adaptado a pessoas com mobilidade reduzida.

Prémio Acesso Cultura – Acessibilidade Física
Associação dos Amigos da Arte Inclusiva – Grupo Dançando com a Diferença

Um trabalho pioneiro em Portugal, este projecto teve reflexos no âmbito das instituições que têm como foco a intervenção com pessoas com deficiência e, mais tarde, no tecido artístico e cultural do país de uma forma generalizada. Por se tratar de uma companhia de dança de repertório, inúmeros foram os artistas que tiveram as suas primeiras experiências com artistas com algum tipo de deficiência. Isso também ajudou a que mentalidades fossem mudadas e novos espaços fossem criados, beneficiando a própria companhia e vários outros trabalhos que se seguiram. Esta entidade foi, desde a sua criação, a estrutura de suporte para que a Dança Inclusiva conquistasse espaços nos seus diferentes âmbitos de intervenção, contribuindo claramente para a mudança de atitudes e a geração de novas oportunidades.

Prémio – Acessibilidade Social (ex-aequo)
Comédias do Minho – Associação para a Promoção de Atividades Culturais no Vale do Minho

Este projecto tem uma abrangência tal que se diferencia pelas boas praticas na promoção do acesso à cultura. Trata-se de uma Companhia de Teatro que leva o teatro às aldeias, num esforço de acessibilidade cultural inédito no território, num registo de enorme proximidade. Criou uma ampla rede cultural que envolve políticos, técnicos culturais, agentes territoriais, artistas amadores, agentes educativos, jovens que colaboram ou são formadas no projecto, em várias camadas de relação com a prática artística.

Prémio Acesso Cultura – Acessibilidade Social (ex-aequo)
Sociedade Artística Musical dos Pousos

Este projecto, que tem estado a ser desenvolvido desde 2004, de uma forma regular e sustentada – através de programas de promoção e fruição de práticas culturais -, consolida o reconhecimento e integração da diferença de pessoas sujeitas à exclusão ,devido a factores físicos ou sociais. Promove o encontro através da educação, da prática e da fruição artísticas, nomeadamente da música e das artes performativas, em espaços formais ou informais, ao trabalhar com comunidades sujeitas à exclusão, como a comunidade cigana, os reclusos, e também em centos hospitalares, com programas diferenciados dirigidos a doentes em diferentes terapêuticas e patologias. Ao distinguir este projecto, o júri visa o reconhecimento público desta entidade nas práticas exemplares da promoção do acesso à cultura.

MENÇÕES HONROSAS

Menção honrosa – Acessibilidade Social
d´Orfeu Associação Cultural
Projecto opÁ! – orquestra percussiva de Águeda
O projecto apresenta boas praticas sustentáveis de promoção do acesso à cultura  pois tem vindo a proporcionar novas oportunidades e experiências relativamente à educação cultural da comunidade jovem, contribuindo para o dinamismo, diversidade e desenvolvimento da região onde actua – Águeda, tendo como especial atenção a integração de jovens de extractos sociais desfavorecidos ou combaixo envolvimento em actividades culturais.

Menção honrosa – Acessibilidade intelectual
Fundação Serralves e Laredo Associação Cultural
Projecto: Serralves em Língua Gestual Portuguesa
Este programa promove a participação da comunidade Surda em actividades culturais e artísticas, mensal e gratuitamente. A constituição de uma equipa multidisciplinar – uma consultora, uma intérprete, uma mediadora, uma professora de Língua Gestual Portuguesa – tem promovido o encontro e partilha de linguagens e criação de gestos adaptados à arte contemporânea, num diálogo sobre as exposições no Museu Serralves, a arte contemporânea, a arquitectura e a paisagem, integrando de uma forma activa pessoas geralmente excluídas de debates nesta área. O júri entende que a distinção e divulgação deste projecto contribuirá para contaminar outras instituições culturais no acesso dos Surdos à cultura, reconhecendo a sua identidade cultural e linguística própria.

Menção Honrosa – Acessibilidade Social
Projecto Há Festa do Campo / Aldeias Artísticas
Este projecto surge como tentativa de dar resposta ao problema da desertificação e abandono das aldeias. Sustentado por um carácter pluridisciplinar, este projeto ganha contornos únicos através da presença e intercâmbio entre artistas e população residente, apresentando projectos artísticos com forte componente de inclusão social. O projecto apresenta assim boas praticas sustentáveis de promoção do acesso à cultura, distinguindo-se pela variedade de processos participativos pela comunidade à qual se destina.

Menção Honrosa – Acessibilidade Física
Museu de Leiria
Este projecto apresenta muito boas práticas de acessibilidade física e sensorial ao espaço. Esta entidade adoptou no seu processo de criação, desenvolvimento e instalação, práticas de cooperação com várias instituições, no sentido de garantir o reconhecimento e integração da diferença. Foram identificadas soluções para a integração activa de pessoas com limitações físicas, sociais e/ou intelectuais. A preocupação em tornar este espaço acessível a todos materializou-se de múltiplas formas, como por exemplo: infografia e sinalética com preocupações em termos de acessibilidade gráfica, placas em braille, trilhos direcionais e percursos acessíveis, acessos mecânicos, espaço cão-guia, plantas tácteis, traduções em várias línguas bem como áudio-vídeo-guias em vários idiomas, entre outras soluções.

Menção Honrosa – Acessibilidade Intelectual
Orquestra de Câmara Portuguesa
Projecto: Notas de contacto / OCP Solidária
Este projecto é o resultado de uma parceria criada em 2009 entre a Orquestra de Câmara Portuguesa e a CERCIOeiras, que visa a integração activa de pessoas habitualmente excluídas do acesso à fruição e execução musical, através de oficinas de ensino da música, orientadas pelos profissionais de música erudita e por terapêutas. O trabalho conjunto tem dado origem à criação de notações não convencionais, adaptando o ensino de diferentes instrumentos musicais às necessidades específicas de cada utente. Apresenta objectivos de desenvolvimento criativo com músicos e construtores de instrumentos e pretende replicar o sistema com outras instituições semelhantes. Reconhecemos assim o projecto com capacidade de ser agente de mudança.

Menção Honrosa – Acessibilidade Intelectual
Parques de Sintra Monte de Lua
Projecto: Aplicação Talking Heritage 3.0
Este projecto apresenta muito boas práticas, sustentáveis, de promoção do acesso à cultura. Trata-se de uma aplicação que permite ao visitante aceder a informação, fotografias, áudio e vídeo dos diferentes percursos e pontos de interesse geridos pela Parques de Sintra Monte de Lua, num compromisso de igualdade de oportunidade no acesso à cultura e promovendo o turismo acessível. A aplicação possibilita a utilização por mais visitantes, de uma forma simples e intuitiva, com preocupações ao nível do contraste e legibilidade, texto inicial em linguagem simples com possibilidade de obter mais informação, possibilidade de alteração de tamanho da fonte e auto-vocalização. Disponibiliza ainda audiodescrição dos conteúdos bem como Língua Gestual Portuguesa (LGP) e conta com um novo apoio à navegação/localização, com utilização de GPS, com notificação por proximidade a pontos de interesse, com vibração ou sinal sonoro.

Em 2016 foram recebidas 38 candidaturas:

Candidatos (por ordem alfabética)
Ajidanha – Associação de Juventude de Idanha-a-Nova
Associação Renovar a Mouraria (Projecto Palco Planisfério)
Biblioteca Municipal de Lagoa (Projecto Tertúlias)
Câmara Municipal Cantanhede (Projecto tardes Comunitárias)
Casa das Histórias / Fundação D. Luís I (Projectos com a comunidade)
Comédias do Minho
Dançando com a Diferença
d’Orfeu Associação Cultural (Projecto opÁ! – orquestra percussiva de Águeda)
EGEAC EM (Concurso Sardinhas Festas de Lisboa)
Espaço t (Projecto Corpo Evento)
AgarArte
Foto&Sketchers 2 Linhas
Fundação LIGA (Projecto Plural – Companhia de Dança)
Fundação Serralves (Projecto intergeracional – Tenho 25 anos)
Fundação Serralves / Laredo Associação Cultural (Projecto Serralves em Língua Gestual Portuguesa)
GRIOT – Associação cultural
Grupo de Teatro Visual CORPUS
Há Festa no Campo / Aldeias Artísticas
IN – Associação para a Inclusão ao Longo da Vida 
Instituto Politécnico de Leiria (Projecto Livro Multiformato “Todos Diferentes,
Todos Animais”)
LEIRENA TEATRO – Companhia de Teatro de Leiria (Projecto Arte e Terapia)
Metadança Associação Cultural
Museu da Cultura Castreja (Projecto reformulação da exposição permanente)
Museu de Leiria
Museu do Combatente
Orquestra de Câmara Portuguesa (Projecto Notas de Contacto / OCP Solidária)
Parque Biologico Serra de Lousã
Parques de Sintra Monte de Lua (Projecto Aplicação Talking Heritage 3.0)
Roberto Vaz (Dissertação Interface interativa para exposição acessível)
Santa Casa da Misericórdia de Seia (Projecto Identidade e Memória)
Sociedade Artística Musical dos Pousos
Spira – revitalização patrimonial, Lda (Projecto APROXIMAR – Programa de Educação Patrimonial)
Spira – revitalização patrimonial, Lda (Projecto Compadres)
Teatreia Associação Cultural (Projecto Só Se Eu Quiser – Teatroensaio)
teatromosca (Projecto Departamento Pedagogia e Animação)
ToyMobi
Troiaresort (Projecto Adota uma Ruína)
Yellow Star Company

Anúncios