Cartaz da iniciativa "Em que pensas...?"

Abril e Maio 2020
Quartas às 21, no Zoom
Participação livre

Em que pensam os nossos colegas? O que é que os faz reflectir, o que é que os inspira neste momento tão atípico que estamos a viver? Como vêem a participação cultural, em qualquer das suas vertentes, a médio e longo prazo? Que impacto as actuais aprendizagens poderão ou deverão ter no futuro?

Convidámos colegas de diferentes idades, que vivem e trabalham em diferentes pontos do país, com responsabilidades diversas, a partilharem a sua reflexão connosco. Será às quartas-feiras à noite, nos meses de Abril e Maio.

Convidamo-vos para assistir e participar nestes encontros online. Ao mesmo tempo que estamos a tratar das emergências do momento, este tempo pode servir para imaginarmos também o futuro. Há mais colegas que gostaríamos de ouvir, muitos mais que as nove quarta-feiras de Abril e Maio. Se este formato funcionar bem, iremos prolongá-lo.

Vamos conversar e pensar juntos.

Em Abril

1 de Abril às 21h
Com Luís Ferreira
Resumo da sessão com Luís Ferreira

Luís Ferreira é Director do 23 Milhas, projecto que agrega os quatro espaços culturais do Município de Ílhavo e restantes eventos culturais. Fundador e director artístico do BONS SONS, festival comunitário de música portuguesa, entre 2006 e 2019. Foi comissário cultural na Comunidade Interurbana do Médio Tejo, com destaque para o projecto intermunicipal “Caminhos” (2017-2019). Assumiu a coordenação de produção e desenvolvimento da experimentadesign (2013-2015) e colaborou com esta entidade tanto na área de produção e desenvolvimento da Bienal EXD, como na programação regular do Palácio Quintela e do Convento da Trindade (2009-2013). Foi produtor cultural no Centro de Estudos de Novas Tendências Artísticas (CENTA – 2006-2008), tendo sido ainda responsável pela coordenação e produção do projecto “Experimenta o Campo 06/09”. Em 2018, foi membro do Grupo de Trabalho de Aperfeiçoamento do Modelo de Apoio às Artes. Desde 2019, é Membro do Conselho Consultivo Portugal Expo 2020 Dubai. É ainda cronista na Revista Gerador.

 

8 de Abril às 21h
Com Sara Barriga Brighenti
Link de acesso

Sara Barriga Brighenti licenciou-se em Artes Plásticas. Mestre em Artes Visuais. Fez investigação em Programação de Serviços Educativos e Experiência Museal. Actualmente, é subcomissária do Plano Nacional das Artes e membro do grupo de projecto para os “Museus no Futuro”. Liderou o Museu do Dinheiro do Banco de Portugal, tendo sido responsável pela instalação deste museu e do núcleo de interpretação da Muralha de D. Dinis. Coordenou o serviço educativo da Casa das Histórias Paula Rego. Foi consultora de programação do Teatro Viriato. Foi assessora do Ministério da Educação para os programas de ensino artístico especializado. Concebeu e realizou projectos educativos para o CCB, Museu Gulbenkian, IMC, DGPC. Integrou o projecto de Educação Artística – FCG e Clube Unesco para a Educação Artística. Foi docente no ensino básico e secundário e no ensino superior. É formadora nas áreas da mediação e educação artística, em instituições culturais, participa regularmente em conferências e é autora de publicações neste âmbito.

 

15 de Abril às 21h
Com Martim Sousa Tavares
Link de acesso

Formado em ciências musicais e direcção de orquestra em Lisboa, Milão e Chicago. Trabalhou com orquestras de sete países, promovendo um repertório plural, da estreia mundial de obras contemporâneas ao resgate moderno de música antiga. Aos 28 anos, é uma voz activa na divulgação da música clássica, regenerando e multiplicando abordagens e formas de contacto com esta forma de arte. Coordenador de projectos educativos do Movimento Patrimonial pela Música Portuguesa, autor do programa semanal A Lira de Orfeu (Antena2) e tem sido ouvido enquanto comunicador em diversos contextos. No âmbito da criação e pensamento contemporâneos, concebeu a curadoria do ciclo A Boca do Lobo, com concertos mensais de música clássica no Lux-Frágil em Lisboa.

 

22 de Abril às 21h
Com a Terceira Pessoa [Ana Gil e Nuno Leão]
Link de acesso

A Terceira Pessoa é uma estrutura criada por Ana Gil e Nuno Leão que desenvolve projectos artísticos, com especial enfoque nas artes performativas e na área dos cruzamentos disciplinares. Abrangendo públicos de várias faixas etárias e de meios sócio-culturais diversos, constrói um projecto de aproximação da comunidade aos territórios culturais da sua zona, bem como de outros locais do país e de promoção de uma troca entre o património local e as linguagens contemporâneas. Nos seus projectos privilegia uma abordagem multidisciplinar, integrando profissionais provenientes de linguagens artísticas diversificadas. O seu trabalho gira em torno da arte enquanto ciência da experiência e da experimentação, assente num diálogo e troca constante entre públicos e artistas. Website

 

29 de Abril às 21h
Com Margarida Freire Moleiro
Link de acesso

Mulher convictamente de  esquerda, museóloga, mãe de um filho e de uma filha. É licenciada em História, com pós graduação em património cultural e mestrado em Estudos Editoriais. Possui diploma de estudos avançados em Estudos Culturais e é actualmente doutoranda em Museologia. Dirige desde 2014 o Museu Municipal Carlos Reis, em Torres Novas, cargo que acumula, actualmente, com a chefia intermédia de Cultura deste município.

 

Em Maio

6 de Maio às 21h
Com o Walk&Talk [Sofia Botelho e Jesse James]

Jesse James é programador cultural e curador independente, combinando projectos curatoriais e a gestão estratégica de projectos, artistas e estruturas culturais. É co-fundador e presidente da Anda&Fala – Associação Cultural, estrutura de criação contemporânea e multidisciplinar e assume, desde 2011, a direção artística do Walk&Talk – Festival de Artes, nos Açores. É co-fundador do Fabric Arts Festival em Fall River, Massachusetts, nos EUA.  Em simultâneo, tem assumido a Direcção de Produção de estruturas culturais e de artistas como Gustavo Ciríaco e Sofia Caetano. Participa regularmente como orador em seminários e palestras e foi um dos seleccionados para o Atelier for Young Festival Programmers em 2016, em Budapeste. É licenciado em Turismo e Lazer pela ESTH/IPG – especialização em Comunicação e Planeamento Cultural, e frequentou a pós-graduação em Curadoria de Arte na FCSH, da Universidade Nova de Lisboa.

Sofia Carolina Botelho é co-directora artística e coordenadora do Programa de Conhecimento do Walk&Talk – Festival de Artes dos Açores, organizado pela Associação Anda&Fala, da qual é vice-presidente. Desde 2019, assume o cargo de coordenadora do Serviço Educativo do Museu Carlos Machado. Integra a equipa de curadores do Fabric Arts Festival em Fall River (Massachusetts, EUA). Tem vindo a participar em diversas palestras e seminários sobre educação artística, relação entre públicos e estruturas e espaços culturais – de destacar a 12ª edição do “Atelier for Young Festival Managers” da EFA em Merano em 2017. Licenciada em Belas-Artes – Escultura em Mestre em Museologia e Museografia, com tese sobre Património Cultural Imaterial, ambos pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa

 

13 de Maio às 21h
Com Anabela Afonso

Anabela Afonso licenciou-se em Relações Internacionais em 1995. Em 2000, concluiu o Curso de Especialização Pós-Licenciatura na especialidade de Gestão Cultural, pela Universidade do Algarve em parceria com a Universidade Paris-VII, e em 2013 o Mestrado em Comunicação Cultura e Artes, na variante de Teatro e Intervenção Social e Cultural, também na Universidade do Algarve. Trabalhou na Associação de Municípios do Algarve, entre 1996 e 1999. Esteve ligada ao projecto do Teatro Municipal de Faro desde o seu início, enquanto Técnica Superior daquele Município, tendo exercido várias funções naquele equipamento, desde assistente de direcção, programação, e Direcção. Esteve também ligada ao Museu Municipal de Faro e à Divisão da Cultura, que coordenou entre 2002 e 2004. Em Abril de 2016 integrou o júri do projecto “Convite à Criação 2016” da AZUL – Rede de Teatros do Algarve. Foi Chefe de Gabinete do Reitor da Universidade do Algarve entre Dezembro de 2013 e Dezembro de 2017, altura em que assumiu o comissariado do Programa Cultural 365 Algarve. É, também, desde Outubro de 2019, Chefe de Divisão de Promoção e Dinamização Cultural da Direcção Regional de Cultura do Algarve. Escreve regularmente para o blogue Lugar ao Sul (www.lugaraosul.pt).

 

20 de Maio às 21h
Com Marco Paiva

Marco Paiva é licenciado em Teatro ‐ Formação de Actores pela Escola Superior de Teatro e Cinema. Pós-graduação em Empreendedorismo e estudos da cultura – Gestão Cultural ISCTE. Concluiu em 2008 o Curso Europeu de Aperfeiçoamento Teatral École Des Mêtres, dirigido pelo encenador brasileiro Enrique Diaz (CIA dos Atores). Colabora como actor e encenador em diversas estruturas de criação. Fundou em 2018 a TERRA AMARELA- Plataforma de Criação Artística Inclusiva, que desenvolve o seu trabalho em torno da cultura acessível e das práticas artísticas inclusivas

 

27 de Maio às 21h
Com Natércia Xavier

Natércia Xavier é licenciada em Relações Internacionais pelo ISCSP com Pós-Graduação em Desenvolvimento e Cooperação Internacional pelo ISEG. Trabalhou na área de estudos e planeamento da Secretaria de Estado da Juventude e em projectos comunitários na Agência Nacional para o Programa Juventude. Foi dirigente associativa, tendo desempenhado funções na Direcção do Conselho Nacional de Juventude e na Direcção Nacional dos Escoteiros de Portugal durante 8 anos. Fez assessoria à Direcção do Conservatório – Escola das Artes na área de produção dos cursos profissionais de formação artística (Teatro, Dança e Música). Responsável pela elaboração e gestão de candidaturas FEDER para projectos públicos desde 2003. Foi Directora Artística do auditório do Centro das Artes Casa das Mudas (2004-2005). Exerceu actividade enquanto formadora dedicando-se ao tema da educação não formal, reconhecimento e validação de competências adquiridas em contextos não formais de aprendizagem. Foi Sub-directora Regional da Cultura e Directora Regional da Cultura da Madeira. Desde 25 de Outubro de 2017 é Adjunta do Gabinete na Secretaria Regional de Turismo e Cultura da Madeira.