De visitante a utilizador: acesso e experiência para todos

 

Cartaz da conferência

Trazer novos públicos e fidelizar aqueles que já lá vão são hoje preocupações de gestores e dirigentes de espaços culturais e museus. Igualmente preocupação é a criação de condições para que todos – independentemente da idade, origem e/ou necessidades pessoais – possam experienciar cultura de forma plena. O interesse em questões de acessibilidade, que caracterizaram o início deste século, estão a dar lugar a um enfoque na “experiência”, como factor essencial para uma aproximação de diferentes pessoas à cultura que poderá ser a sua ou a de outros povos. Nesta apresentação serão debatidas estratégias concretas utilizadas para a criação de um espaço museológico aberto a experiências inclusivas que sirvam indivíduos e grupos diversos, que potenciem aprendizagens e criem novos hábitos de visita a museus. Para o efeito, será dado a conhecer um estudo, em curso num museu de arte moderna, em que se pretende avaliar o impacto de experiências multissensoriais na exploração de arte por parte de famílias de diversos perfis.

NOTA BIOGRÁFICA
Josélia Neves é Professora de Tradução Audiovisual na Hamad bin Khalif University, no Qatar. Na sua carreira, enquanto professora do ensino superior e investigadora, tem levado a cabo inúmeros projectos colaborativos para o desenvolvimento de estratégias de comunicação inclusiva nos meios audiovisuais, artes da representação e espaços culturais e museológicos. A par da sua actividade docente no Qatar, continua a leccionar e a desenvolver projectos em Portugal e no estrangeiro. Enquanto membro activo do grupo de investigação internacional TransMedia Research Group, continua também a estabelecer pontes entre a academia e o tecido social em que actua através de projectos de investigação-acção.

Anúncios