Acessibilidade: uma visão integrada

NOVAS DATAS A ANUNCIAR

Nota: Instituições interessadas em proporcionar esta formação internamente podem contactar-nos e solicitar um orçamento através do email geral[at]acessocultura.org

A Acesso Cultura defende um conceito de acessibilidade que vai muito além das rampas e das casas de banho adaptadas. Um conceito que encara a acessibilidade como uma área transversal a toda a actividade das instituições culturais. Acreditamos que existe uma necessidade cada vez maior de partilhar com os profissionais da cultura e com as suas tutelas este conceito alargado de acessibilidade. Assim, nesta formação vamos fazer uma breve revisão da legislação e vamos reflectir sobre o edifício; o design inclusivo; a comunicação; os serviços e materiais. Esperamos poder sensibilizar, partilhar os nossos conhecimentos, aprender com os outros e chegar ao dia em que as pessoas com necessidades especiais serão visitantes e espectadores autónomos nas nossas instituições culturais, tal como todos os outros, e que farão cada vez mais parte das equipas das mesmas.

Oiçam o que os formandos têm a dizer sobre o curso nesta reportagem do programa Consigo da RTP2.

PÚBLICO-ALVO
Profissionais da cultura (especialmente quem trabalha nas áreas de conteúdos, exposições, educação, comunicação) designers, arquitectos, estudantes de museologia, de design, de comunicação, de gestão cultural, etc.

 

Anúncios

16 thoughts on “Acessibilidade: uma visão integrada

    • Cara Carolina, infelizmente não existe esta possibilidade. Com este curso pretendemos partilhar a nossa visão que a acessibildiade toca em todos os serviços de uma instituição cultural e, por essa razão, se fragmentássemos o curso fragmentaríamos também esta visão. Mais pessoas nos questionaram sobre isso e o quevamos fazer é planear mais formações de um dia sobre temas específicos.
      Um abraço,
      Maria Vlachou

  1. Olá, apesar de ter esgotado as vagas, existe a possibilidade de bolsa para quem é de outro País? Como é feito esse procedimento? É possível fazer parcerias com algumas Universidades, como por exemplo, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul? Obrigada pela atenção.
    Anajara

  2. Sou diretora do Museu dos Brinquedos, Brasil, e gostaria de ter informações de Seminários, Congressos, cursos com dias seguidos, pois o Ministerio da Cultura tem um edital que fornece verba para este fim.

    • Cara Elizabeth Meyer, obrigada pelo seu contacto. Temos vários cursos de apenas um dia, mas nunca os organizamos em dias seguidos, por não ser fácil para os colegas faltarem dos seus trabalhos vários dias seguidos. Se quiser, envie-nos um email (acessocultura.pt@gmail.com) para percebermos melhor se poderíamos garantir inscrições suficientes para fazer um curso nestas condições. Abraço, Maria Vlachou

  3. Boa tarde! Sou mestranda na área de Engenharia de Produção e minha pesquisa é sobre acessibilidade em museus, com foco no Desenho Universal. Esse curso é de meu interesse, mas como acontece uma vez por semana durante um mês inviabiliza uma possível viagem minha ao exterior. Gostaria de propor a possibilidade de um futuro curso durante uma semana inteira com essa temática tão atual e importante, pois facilitaria estrangeiros a ter acesso. Grata pela atenção!

    • Cara Patrícia, ficámos muito contentes com a sua mensagem. Tendo sondado os nossos colegas, vimos que seria complicado faltarem vários dias seguidos dos seus trabalhos, por isso optamos por fazer uma vez por semana durante um mês. Se quiser, envie-nos um email (acessocultura.pt@gmail.com) para vermos melhor se haveria outras possibilidades, no caso de haver inscrições suficientes. Abraço, Maria Vlachou

  4. Boa tarde. Estou a frequentar o mestrado de Património e Turismo Cultural da Universidade do Minho e estou a desenvolver um projeto sobre turismo acessível: uma experiência com deficientes visuais, na cidade de Braga. É do meu interesse frequentar a vossa formação, mas como trabalho torna-se difícil dispender de 4 segundas feiras num mês. Não há a possibilidade de existir um horário à noite, tal como acontece em Lisboa? Obrigada pela atenção.

  5. Oi a todos!
    já que o assunto é acessibilidade, vocês já pensarem em filmar as palestras e depois transformar o curso on-line/ a distância, com foruns de debate e textos complementares sobre o assunto?
    isso traria muitas pessoas para o debate desse tema tão interessante.
    fica a sugestão.

    • Cara Arali, muito obrigada pela sua sugestão, que faz muito sentido. Neste momento, o que propõe ultrapassa as capacidades da pequena equipa desta associação. Talvez no futuro próximo possamos avançar neste sentido. Abraço,
      Maria Vlachou

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s