Prémio Acesso Cultura – Linguagem Simples 2017

Fotografia dos vencedores do Prémio, a equipa do Teatro Maria Matos.

O Teatro Maria Matos foi o vencedor da primeira edição do Prémio Acesso Cultura Linguagem Simples. O prémio distinguiu o texto da folha de sala do espectáculo “A caminhada dos elefantes”, de Inês Barahona e Miguel Fragata.

O Museu de Évora teve uma menção honrosa pelo texto “Megalitismo em Évora”, que se encontra num painel na exposição permanente do museu.

A cerimónia teve lugar no dia 23 de Março, no Padrão dos Descobrimentos em Lisboa e contou com a presença do Secretário de Estado da Cultura, Miguel Honrado; do Subdirector-Geral do Património Cultural, David Santos; de Emanuel Carvalho, Director de Educação e Cultura do British Council; e de muitos colegas e amigos da Acesso Cultura.

Mais informações sobre os textos distinguidos.

Prémio Acesso Cultura 2017: candidaturas abertas

Cartaz de divulgação

Encontram-se abertas até 23 de Abril de 2017 as candidaturas ao Prémio Acesso Cultura. O regulamento e a ficha de candidatura encontram-se disponíveis nesta página.

Nas três primeiras edições, os prémios e menções honrosas atribuídas distinguiram o trabalho de entidades culturais de pequena e grande dimensão, públicas e privadas, localizadas nos grandes centros urbanos, mas também na periferia. Conheçam as entidades e projectos distinguidos nas edições anteriores.

Programação acessível nos teatros | Jan-Jul 2017

Imagem de um espectáculo da Vo'Arte, com artistas com e sem deficiência

Consulte o calendário dos espectáculos com interpretação em Língua Gestual Portuguesa e  Audiodescrição e, ainda, das Sessões Descontraídas em três teatros de Lisboa (Teatro Municipal Maria Matos, Teatro Municipal São Luiz, o Teatro Nacional D. Maria II) e um do Porto (Teatro Nacional S. João). Trata-se de quatro entidades culturais que desenvolvem um trabalho permanente para tornarem a sua programação mais acessível, adaptando-a às necessidades específicas de pessoas com perfis muito diversos.

O que é que cada um de nós pode fazer?

Passar a palavra, fazer chegar a informação a quem poderá beneficiar destes serviços. Surdos, pessoas com deficiência visual, pais com crianças pequenas, pessoas com défice de atenção, pessoas com deficiência intelectual, pessoas com condições do espectro autista, pessoas com deficiências sensoriais, sociais ou de comunicação: tantas pessoas, “demasiadas pessoas, fechadas em casa por serem diferentes”.

ESPECTÁCULOS COM LÍNGUA GESTUAL PORTUGUESA
(público Surdo – com S maiúsculo porque sabe falar língua gestual)
Consultar programação

ESPECTÁCULOS COM AUDIODESCRIÇÃO
(público com deficiência visual)
Consultar programação

SESSÕES DESCONTRAÍDAS
(pais com crianças pequenas, pessoas com défice de atenção, pessoas com deficiência intelectual, pessoas com condições do espectro autista, pessoas com deficiências sensoriais, sociais ou de comunicação)
Consultar programação

Publicação online “Participação: Partilhando a Responsabilidade”

Capa da publicação "Participação: partilhando a responsabilidade"

Participação: Partilhando a Responsabilidade resulta da conferência “Meu, Teu, Nosso: modelos de projectos participativos”, realizada no Museu do Oriente a 12 de Outubro de 2015. Reúne os textos das comunicações apresentadas na conferência, mas também textos de outros profissionais do sector cultural que lidam com as questões da participação, e ainda duas entrevistas com os responsáveis dos projectos Our MuseumRoadside Theater. A coordenação desta publicação é da responsabilidade de Ana Carvalho.